Dicas Uneworld

MOEDA

Peso Mexicano (mxn).

TOMADA

Voltagem: 110v – 60 Hz. Mas em alguns locais podem ser de 220 v 60 HZ.

TELEFONES

Código de área+ 52 / Código de internet: .mx

HISTRIA

Na Mesoamérica pré-colombiana muitas culturas amadureceram e se tornaram civilizações avançadas como a dos olmecas, toltecas, teotihuacanos, zapotecas, maias e astecas, antes do primeiro contato com os europeus. Em 1521, a Espanha conquistou e colonizou o território mexicano a partir de sua base em Tenochtitlán e administrou-o como o Vice-Reino da Nova Espanha. Este território viria a ser o México com o reconhecimento da independência da colônia em 1821. O período pós-independência foi marcado pela instabilidade econômica, a Guerra Mexicano-Americana e a consequente cessão territorial para os Estados Unidos, uma guerra civil, dois impérios e uma ditadura nacional.

Esta última levou à Revolução Mexicana em 1910, que culminou na promulgação da Constituição de 1917 e a emergência do atual sistema político do país. Eleições realizadas em julho de 2000 marcaram a primeira vez que um partido de oposição conquistou a presidência do Partido Revolucionário Institucional. Atualmente o México é oficialmente Estados Unidos Mexicanos, está localizada na America do Norte limitado a norte pelos Estados Unidos; ao sul e oeste pelo Oceano Pacífico; a sudeste pela Guatemala, Belize e Mar do Caribe e a leste pelo Golfo do México. O país é o 5º maior das Américas e o 14º maior país do mundo e o 11º mais populoso. O México é uma federação composta por 31 estados e um Distrito Federal.

O país inclui cerca de 6.000 km² de ilhas no Oceano Pacífico (incluindo o controle remoto Guadalupe e das Ilhas Revillagigedo), Golfo do México, Caribe e no Golfo da Califórnia. O México é atravessado de norte a sul por duas cadeias de montanhas conhecidas como Sierra Madre Oriental e Sierra Madre Ocidental, que são a extensão das Montanhas Rochosas do norte da América do Norte. De leste a oeste, no centro, o país é atravessado pelo Eixo Neovulcânico também conhecido como Serra Nevada. Como tal, a maioria dos territórios do México central e do norte estão localizadas em altitudes elevadas, e as maiores elevações são encontradas no  Pico de Orizaba (5.700 m), Popocatépetl (5.462 m), Iztaccíhuatl (5.286) e o Nevado de Toluca (4.577 m).

RECOMENDAES

Levar roupa e sapatos confortáveis e não se esquecer de levar um agasalho para as noites mais frias, tipo jaquetas. Durante o período de chuvas recomendamos levar abrigos apropriados bem como sombrinha ou guarda-chuva pequeno, fácil de carregar nas bolsas. Leve protetor solar e repelente para as visitas aos centros arqueológicos. A cidade do México esta localizada há alguns metros sob o nível do mar, o que pode ocasionar  insuficiência respiratória e cardíaca.

Se sofre destes males, consultar seu médico previamente e leve medicamentos apropriados. Recomenda-se levar analgésico e anti-istamínicos para dores de cabeça ou mal estar produzido por exposição constante ao sol e por picaduras de insetos. Se for alérgico, não esqueça de levar os remédios indicados. Também lembre do boné ou chapéu e óculos de sol. Para aquele que sofrem de problemas gástricos, consulte os ingredientes utilizados na preparação das  comidas.

A gastronomía equatoriana é  muito variada e se utilizam diversos ingredientes e temperos. É importante consumir bastante água durante todo o dia. Recomenda-se levar dólares e não euros.  O melhor local para trocar são as casas de cambio e os bancos.

Confira os seguintes Feriados Nacionais do México:
       
1 de janeiro  Ano Novo    
5 de fevereiro Aniversario da Constituição Mexicana    
30 de abril Dia das crianças    
1 de maio Dia do Trabalho    
5 de maio Batalha de Puebla    
10 de maio Dia das  Mães    
16 de setembro Dia da Independência    
12 de outubro Dia da Raça    
2 de novembro Dia dos  Mortos    
20 de novembro Aniversario da  Revolução Mexicana    
12 de dezembro Nossa Senhora de Guadalupe    
25 de dezembro Natal

CURIOSIDADE

O futebol é o esporte mais popular do país. A seleção Mexicana de Futebol é uma das que mais estiveram presentes em Copas do Mundo de Futebol e sediou o compeonato em 1970 e 1986. O País tem tradição nos saltos ornamentais e já foi sede dos Jogos Olímpicos de Verão de 1968. Também se destacou por seus filmes na Idade de Ouro do cinema entre 1940 e 1950 com uma enorme indústria comparável à de Hollywood naqueles anos.

Ganhou algumas Palmas de Ouro com seus filmes e alguns de seus atores e atrizes famosos deste período foram María Félix, Pedro Infante, Dolores del Río, Jorge Negrete e o comediante Cantinflas. A arte pós-revolucionária no México, teve sua máxima expressão  nas obras de artistas renomados como Frida Kahlo e  Diego Rivera, este último a  figura mais conhecida do muralismo mexicano, pintou o Man at the Crossroads no Rockefeller Center em New York City, um imenso mural, que foi destruída no ano seguinte devido à inclusão de um retrato do líder comunista russo Lênin. Alguns dos murais de Rivera são exibidos no Palácio Nacional mexicano e do Palácio de Belas Artes.

FUSO HORRIO

Três horas a menos, dependendo dos horários de verão de cada país.

DOCUMENTAO E VACINAS

Passaporte válido com mínimo de 6 meses e vacina da febre amarela.

CLIMA

O México é um país com uma grande diversidade climática. O Trópico de Câncer efetivamente divide o país em zonas temperadas e tropicais. O relevo e a presença dos oceanos influenciam bastante a sua configuração, pelo que é possível encontrar climas frios nas montanhas altas a apenas algumas centenas de quilómetros das temperaturas mais elevadas da planície costeira. Em média, a temperatura varia entre os 25°C e os 30°C, sendo quente entre Maio e Setembro, sobretudo na costa, e fria entre Outubro e princípios de Maio.

O México pode ser visitado durante todo o ano, cada área tem ainda a sua melhor época para se visitar. As zonas costeiras são quentes e úmidas durante todo o ano, enquanto os planaltos têm temperaturas amenas, mesmo no inverno, a estação seca aqui dura de novembro a abril e esta é a melhor época para visitar as terras altas do México. Ao longo das costas tropicais do Mar do Caribe e do Oceano Pacífico o inverno e primavera, entre novembro e abril são os meses melhores para uma viagem, enquanto os meses de verão são os mais chuvosos e onde o risco de ciclones tropicais é alto, a maioria dos ciclones ocorre nos meses entre agosto e outubro, embora a estação dos ciclones estende-se de junho a novembro.

Península de Yucatán – Mérida e Cancun tem uma temperatura média anual entre 24-28 °C. As temperaturas permanecem elevadas aqui durante todo o ano, com apenas 5 °C de diferença entre o inverno e o verão, na  média. Ambas as costas do México, com exceção do litoral sul da Baía de Campeche e do norte de Baja California, também são vulneráveis aos furacões graves durante o verão e o outono.  Época de chuvas na cidade de Acapulco entre junho a outubro com temperaturas médias durante todo o ano entre 20 e 30º. Já na região dos Cabos na baixa California os meses mais frios são janeiro e fevereiro e os mais quentes junho/julho e agosto com poucas chuvas nos meses de ago/set e out. Já a Capital México, que  localizados no Vale do México  com altitudes  acima de 2.000 m , tem  um clima temperado durante todo o ano, com temperaturas médias anuais (16-18 °C) e temperaturas frescas  à noite durante todo o ano.

O período e chuvas vão de junho a setembro e a temperatura pode chegar a 6 °C durante a noite e o amanhecer, mantendo-se durante o dia temperaturas médias entre os 16 e 25º conforme o mês. Já nas cidades no norte do país, como Monterrey, experimenta temperaturas de 40 °C ou mais no verão. No deserto de Sonora as temperaturas atingem 50 °C ou mais. O norte do México é caracterizado pelo deserto, porque está localizado em uma latitude em que todos os desertos ao redor do globo são formados.

GASTRONOMIA

México a partir de 2010 tem sua gastronomia registrada como Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO, com o argumento de que a cozinha local manteve sua identidade intacta desde suas raízes pré-hispânicas. Embora tenha muita influência indígena, a cozinha mexicana foi praticamente estabelecida durante a colonização espanhola, ja que grande parte de seus ingredientes são de origem espanhola. De origem indígena, os ingredientes usados na culinária mexicana são o milho, feijão, abóbora, abacaxi, batata-doce, tomate, cacau, perus, frutas e especiarias.

Com o espanhol, veio a carne de porco, carne de frango, pimenta, açúcar, leite e todos os seus derivados, trigo e arroz, cítricos e outra constelação dos ingredientes que fazem parte da dieta diária dos mexicanos. A partir desse encontro de duas culinárias nasceram os tacos e o guacamole, que gozam de renome internacional. Porém a diversidade de pratos é muito grande. Não há cardápio gastronômico mais colorido no mundo que o mexicano, com ingredientes tão variados como a cebola morada, o verde terno da pêra abacate, os chiles rojos (malagueta vermelha), os pimentos amarelos e o rosa dos pinhões. Apesar desta grande diversidade, mantém uma linha comum, um ingrediente que aparece em quase todos os pratos: o milho, protagonista na elaboração de tortilhas, bebidas fermentadas, atole (bebida quente à base de farinha), tamales, pozole, entre tantos outros alimentos.

São diferentes pratos típicos, doces e bebidas tradicionais para cada estado, região e povo, do México. A base desta saborosa cozinha está em três produtos: milho, feijão e chili, um tempero a base de pimenta, cominho, orégano e alho.  Entre as opções do país estão: burritos, carnitas, nachos, , pico de gallo, quesadilla, salsa, e  tortillas, entre outros. Bem temperada, a cozinha do México não tem medo de usar pimenta, por isso quando estiver num restaurante e lhe perguntarem se deseja “caliente” diga não pois isto quer dizer bem picante. Lembre de pedir com pouca pimenta e reforce.  Nas áreas da costa, existe uma grande variedade de peixes e mariscos que valem a pena provar. 

Alguns pratos bem tradicionais: São imperdíveis as tortas ahogadas (sandes embebidas) de Jalisco feitas de carne e banhadas com molho picante. Há que tomar uma tequila branco, velho ou de reserva, de preferência puro.

DELÍCIAS DO NORTE: O prato estrela de Nuevo León é o cabrito nas brasas. Também é característica de a machaca, carne de vaca seca guisada com ovos e molho picante.

SABOR POBLANO: O mole é talvez um dos pratos mais complexos do cardápio mexicano. Combina vários ingredientes, como chocolate, chiles anchos, mulato e pasilla, amêndoas, nozes, passas, cravos, canela, ajonjolí (sementes de sésamo) e cebola. Tudo isto sobre a carne de frango.

TÍPICO DOS PORTOS: Os mariscos degustam-se em coteis junto ao malecón (passeio marítimo) de Veracruz. E para o calor recomenda-se o torito, bebida de frutas combinada com rum branco, e na tertúlia, um rico café de Coatepec.

MANJAR DO ESTADO DE YUCATAN: A cochinita pibil é carne de porco marinada em achiote, sumo de laranja ágria, alho, sal e pimenta. O segredo é envolvê-la em folhas de banana e cozinhá-la debaixo da terra. Já a tradicional bebida do país é a tequila. Uma bebida que nasceu e é produzida exclusivamente na região de Tequila, no estado de Jalisco, e é servida para brindar a felicidade e a saúde.