Dicas Uneworld

IDIOMA

Espanhol

MOEDA

Quetzal

VOLTAGEM

110v

DOCUMENTAÇÃO E VACINAS

Passaporte válido com mínimo 6 meses, não é necessário visto porém exige-se vacina da febre amarela internacional. Para menores de idade e demais nacionalidades favor consultar.

CLIMA

Topical quente. A temperatura média no país é de 20 graus, enquanto que nas zonas costeiras é de 37 graus, com alto índice de umidade. Nas zonas montanhosas, as temperaturas costumam descer consideravelmente e, em geral as noites são bastante frescas durante o ano todo.  O mês de maior calor é maio com temperaturas entre 16ºC e 29ºC. O mais frio é janeiro com variações entre 12ºC e 23ºC. O mais seco é fevereiro e o mais úmido é junho com precipitações médias de 274 mm.  A melhor época para visitar a Guatemala é de novembro a abril, quando o clima fica extremamente agradável e seco. A época de chuvas é de maio até  outubro.

GASTRONOMIA

Os pratos típicos mais populares são: accras (bolinhos fritos de bacalhau), boudin (salsicha de porco muito temperada), carbes farcis (caranguejo da terra recheados), blaff (guisado de peixe com muitas especiarias), lambi aux sauce chinês (caracóis do mar com molho de alho poró) e marmite de Robinson (um fondue de peixe como dourado, atum, camarões e verduras locais).

O milho ocupa um papel primordial na comida cotidiana do país. Existem muitas comidas elaboradas com esse produto tais como tortas, tacos, entre outros. Existe também uma grande variedade de feijões, moles, pimentas e muitos outros pratos de origem Maia.

As sobremesas são deliciosas. Entre elas destacamos o arroz com leite, caldo de frutas de cajá, rosa da Jamaica, deliciosas bebidas, entre outras.

A bebida típica é o ti punch, uma mistura de rum, suco de lima e um concentrado de cana de açúcar. Desde o século XVI o rum tem sido a bebida por excelência das ilhas caribenhas. Sua origem está associada a legendárias histórias de piratas e de escravos. Também elaboram deliciosas batidas de frutas tropicais que podem ser consumidos com ou sem álcool- exemplo: coco com mamão, morango com coco, banana com morango e coco.

RECOMENDAÇÕES

Recomenda-se levar roupas leves de algodão. Os óculos de sol, protetores solares, chapéu, um repelente contra os mosquitos e sapatos confortáveis são indispensáveis. Dependendo das regiões a ser visitadas, lembre se de levar um abrigo leve e se for viajar no período de chuvas, nas esqueça uma sombrinha ou guarda chuva pequeno fácil de levar na bolsa.

Na maior parte dos hotéis e restaurantes a gorjeta não está incluída, é facultativa.  O valor sugerido é de 10% a 15% do total.  Não se  acostuma dar gorjeta para os taxistas. Para o pessoal das malas um dólar é suficiente.

Recomenda-se levar analgésico e anti-istamínicos para dores de cabeça ou mal estar produzido por exposição constante ao sol e por picaduras de insetos. Se for alérgico, não esqueça levar os remédios indicados. .

Em caso de problemas gástricos, consulte previamente os ingredientes utilizados na preparação das refeições, pois podem ser utilizados uma variedade de ingredientes e temperos, aos quais não se está habituado.

E importante consumir bastante água durante todo o dia.

BANDEIRA

CÓDIGO DE ÁREA

502

FUSO HORÁRIO

3 horas – dependendo do horário de verão, pode alterar.

HISTÓRIA

Localizada na América Central, está banhada por dois oceanos: o Atlântico pelo norte e o Pacífico pelo sul. Ao norte e ao oeste tem fronteiras com o México e Belize e pelo leste com Salvador e Honduras. A costa do Pacífico é comprida, enquanto que, a do Atlântico é mais reduzida, fechada por um comprido braço ao oriente, formando assim a ampla Baia de Amatique.

Embora pequeno, o país possui 19 diferentes ecossistemas que abrangem 33 vulcões, muitos lagos, florestas tropicais, rios, praias ornadas de coqueiros, um deserto e uma cadeia de altas montanhas. E, talvez a zona de maior concentração vulcânica de toda América, destacando-se o Tajumulco com 3.722 m ou o Atitlão com 3.537 m.

Os indígenas formam 43% da população guatemalteca e descobrir as tradições e o artesanato destes descendentes diretos dos Maias é um dos pontos altos da viagem.

O contraste entre o estilo de vida moderna e os costumes e tradições dos descendentes do povo Maia, dotam o país de uma grande diversidade cultural e artística.

Guatemala conserva numerosas ruínas de civilizações passadas que misturadas a influência espanhola que se manifesta na língua, na religião, na arte e na arquitetura, fazem deste país um destino sumamente interessante.

A Guatemala, desde a sua origem, foi berço de varias civilizações sendo que, a mais importante de todas elas foi a dos maias, criando nesta região importantes centros culturais, religiosos e econômicos. Desenvolveu-se sumamente no campo da ciência, da arquitetura e da agricultura, deixando legados de importantíssimo valor histórico.

Em 1524 os espanhóis chegaram ao país, chefiados pelo militar Pedro de Alvarado, que fundou a primeira vila, chamada de , Villa de Santiago, em honra do apóstolo. A dominação espanhola durou quase 300 anos, período durante o qual o país se afirmou administrativamente, desenvolvendo as principais cidades e fortalecendo sua economia com foco na madeira,  na produção do cacau, da cana de  açúcar e  tinta para colorir seus produtos têxteis .

Em 1822, as províncias de Guatemala foram anexadas ao Império mexicano, anos mais tarde separaram-se e formaram as províncias unidas da América Central que se prolongou até 1839. Em 1840, Guatemala ganha a sua independência.
A primeira metade do Século XX destaca-se pela importância que a Empresa United Fruit Company teve no comandando do país. Posteriormente vieram anos de tensão com a época da insurgência norte-americana na América Central, em que a Guatemala sofreu com esquadrões da morte, de organizações paramilitares que matavam todos aqueles cuja ideologia era de esquerda. Período que culminou com uma guerra civil que durou 36 anos até 1982. Nesta era negra, mais de 60 mil camponeses refugiaram-se no México para fugir das execuções por parte do exército, assim como de grupos paramilitares.

Em 1982 instaurou-se a democracia, mas cheia de problemas: corrupção, fraude nas votações e manipulação de interesses.  Somente nos anos 90 que a situação foi-se estabilizando, e a democracia sendo reconhecida.

COMPRAS

Para os viajantes será impossível não comprar artesanatos típicos, assim como objetos que contem uma representação moderna das antigas tradições maias. Podem-se encontrar tecidos, tapetes, blusas bordadas, roupa moderna inspiradas em trajes típicos que são tradicionais; magníficos trabalhos em cerâmica, madeira, jade, prata, pinturas primitivas e modernas e trabalhos em couro. 

FERIADOS

Feriados

Ano novo – 1º DE JANEIRO

Pascoa – 5º  6º  e sábado (Feriado Santo)

DIA DO TRABALHO – 1º DE MAIO

Dia do exercito – 30 de junho

Dia da virgem de assunção – 15 de agosto

Dia daIndepêndencia – 15 de setembro

Dia da revolução – 20 de outubro

Dia de todos os santos – 1º de novembro

Natal – dia 25 de dezembro